Como evitar vulnerabilidades de upload de arquivos do WordPress

Mesmo as menores vulnerabilidades em seu site WordPress podem ser facilmente exploradas por hackers e usadas para sequestrar todo o seu site. Isso pode causar sérios danos por meio de ações de roubo de dados, spamming ou até mesmo desfiguração de página. Isso também sem mencionar que você corre o risco de o Google colocar seu site na lista negra se for determinado que ele está gravemente comprometido.

É por isso que manter seu site livre de hackers e evitar qualquer vulnerabilidade de upload de arquivo deve ser sua prioridade. Faça medições como verifique se o seu site está comprometido para melhorar a segurança geral do seu site.

Neste artigo, vamos mergulhar em algumas das melhores dicas sobre como evitar ainda mais a vulnerabilidade de upload de arquivo na segurança do seu site WordPress.

O que é uma vulnerabilidade de upload de arquivo?

O que é uma vulnerabilidade de upload de arquivo?

Vulnerabilidades de upload de arquivos como um todo são um dos riscos de segurança mais comuns enfrentados por sites WordPress atualmente.

As principais formas de vulnerabilidades de carga útil são locais e remotas. Vulnerabilidades locais são aqueles em que um aplicativo tem uma vulnerabilidade de segurança que permite que usuários maliciosos carreguem e executem arquivos maliciosos. Entretanto, vulnerabilidades remotas eles são quando a entrada do usuário de um aplicativo é usada para pesquisar arquivos remotos na Internet e, em seguida, armazenar esse arquivo localmente.

Um exemplo de vulnerabilidade de upload de arquivo local seria a recente vulnerabilidade do formulário de contato 7, que era descoberto no final de 2020. Contact 7 é um plug-in WordPress muito popular que dá aos usuários a capacidade de adicionar vários formulários de contato diferentes em um site ou blog.

No entanto, foi descoberta uma vulnerabilidade de upload de arquivo local que os hackers podiam fazer upload de arquivos maliciosos no 5.3.1 e em qualquer versão anterior do Form 7, assumindo que o upload de arquivo do plugin estava habilitado. Felizmente, qualquer site WordPress executando a versão mais recente está (até agora) protegido contra a vulnerabilidade From 7).

Um exemplo de vulnerabilidade de upload de arquivo remoto foi o Vulnerabilidade de TimThumb, que teve um grande problema de 2011 a 2014. TimThumb é um script PHP comumente usado para redimensionar imagens em sites WordPress. A vulnerabilidade permitiu que os cibercriminosos carregassem arquivos PHP para sites ou blogs usando o plug-in, o que lhes permitiu criar miniaturas nos sites. Cada vez que o arquivo de miniatura era solicitado, um código PHP malicioso poderia ser executado.

Leia Também:  Como criar um link curto no WordPress (a maneira mais fácil)

As vulnerabilidades de upload de arquivos locais e remotos são uma grande ameaça ao seu site, pois podem dar aos hackers a capacidade de fazer upload de malware, assumir o controle de seu blog ou site, fazer upload de spam ou desfigurar completamente seu site. Esses tipos de ataques podem não apenas arruinar a reputação da sua empresa, mas também podem causar imensos danos financeiros. Ao considerar que o custo médio de um ataque cibernético contra uma pequena ou média empresa é mais de $ 2,35 milhões, não deve ser muito mais atraente tomar medidas para evitar ameaças de segurança cibernética, como vulnerabilidades de upload de arquivos locais ou remotos.

Com isso em mente, aqui estão três coisas que você pode fazer para evitar vulnerabilidades de upload de arquivo para proteger seu site de forma mais eficaz.

1. Sempre execute a versão mais recente do WordPress

Execute a versão mais recente do WordPress

Um dos principais motivos pelos quais os proprietários de sites têm problemas com hackers ou ciberataques em geral é porque eles estão executando uma versão mais antiga do WordPress. Ao atualizar seu WordPress para a versão mais recente sempre que possível, você pode tornar muito mais difícil para hackers invadirem seu site.

Manter seu site WordPress atualizado é uma ótima regra para melhorar todos os aspectos do seu site, como a velocidade. Um segundo extra de tempo de carregamento, por exemplo, pode causar um Redução de 7% nas conversões, 11% nas visualizações de página e 16% na satisfação do cliente.

Na verdade, não atualizar seu site WordPress para a versão mais recente só prejudicará suas chances de sucesso e de prevenção de ataques cibernéticos.

Cada vez que uma nova atualização do WordPress é lançada, as falhas são corrigidas e a segurança geral é melhorada. No entanto, executar uma versão mais antiga do WordPress significa que você está executando uma versão com a qual os hackers se acostumaram.

Os ataques cibernéticos podem ocorrer porque os responsáveis ​​gastam tempo investigando os sites em busca de pontos fracos. Infelizmente, nem todos esses pontos fracos se devem aos plug-ins que você instalou em seu site. Algumas dessas fraquezas são completamente fora de seu controle, é por isso que o WordPress constantemente apresenta novas versões. Essas versões levam em consideração os pontos fracos que estão além do seu controle e os corrigem para que você não precise se preocupar com a integridade do seu site.

Leia Também:  Como conduzir o funil por meio do marketing de conteúdo e do link building

2. Atualizar plug-ins e temas

Atualizar plug-ins e temas

Assim como acontece com a atualização do WordPress para a versão mais recente, você deve certificar-se de que todos os plug-ins ou temas também sejam atualizados. Plug-ins obsoletos geralmente podem ser usados ​​como um método para vulnerabilidades de upload de arquivo local. Isso é especialmente verdadeiro para formulários de contato, comentários e outros plug-ins que permitem o envio de front-end.

Os desenvolvedores de add-ons e temas passam muito tempo pesquisando seu próprio trabalho para determinar se há problemas de segurança. E se eles encontrarem um, eles corrigirão o problema com uma atualização. Ao manter todos os plug-ins e temas associados ao seu site seguros, você pode reduzir significativamente o risco de vulnerabilidades de upload de arquivos.

Em um estudo dos 1386 plug-ins mais populares do WordPress, descobriu-se que 104 atualizações recebidas menos de uma semana antes do estudo e 244 receberam atualizações menos de um mês antes. Os desenvolvedores estão sempre se esforçando para melhorar seus plug-ins, portanto, aproveite essas atualizações.

Uma ação adicional que você pode realizar além de simplesmente atualizar os plug-ins e temas existentes em seu site é verificar os logs de auditoria para ver quem acessou seu site. Se você notar uma violação de segurança, fazer isso é uma das estratégias mais eficazes para ajudá-lo a identificar quais plug-ins um hacker está direcionando para proteger ainda mais seu site. A partir daí, você pode remover o plug-in totalmente ou ver se há uma atualização que pode corrigir o problema antes que piore.

Quanto aos temas, atualizá-los também pode proteger sua segurança geral. Um benefício adicional é que você nem mesmo precisa se preocupar em perder a personalização com uma atualização para a maioria dos temas. Uma das maneiras mais fáceis e eficazes de proteger seu site de hackers é simplesmente manter todos os aspectos de seu site o mais atualizados possível.

3. Instale um plugin de segurança WordPress superior

Instale um plugin de segurança WordPress superior

Plug-ins são uma área particular de vulnerabilidade para sites WordPress. você sabia que um em cem sites É mais provável que sejam infectados com malware em uma determinada semana? Uma das principais razões para isso é a falta de plug-ins seguros.

Plug-ins de segurança do WordPress atua como um firewall que protege os outros plug-ins do seu site e evita as chances de violação de dados. Por exemplo, WordFence que inclui um firewall embutido para evitar que tráfego malicioso chegue ao seu site. Pode haver uma série de vulnerabilidades potenciais nos plug-ins que você usa, mas se os hackers não conseguirem passar pela barreira de segurança, eles nunca conseguirão explorar essas falhas.

Leia Também:  Como usar os recursos SERP para informar sua estratégia de conteúdo

Alguns complementos oferecem benefícios como scanners ou limpadores que podem detectar e prevenir problemas antes que se tornem sérios. Um ótimo exemplo é MalCare, que oferece um poderoso scanner de site que não torna seu site lento. Esses tipos de complementos de segurança automatizam totalmente o processo de verificação e limpeza. Assim, você pode sentar e se concentrar no gerenciamento do seu site, em vez de perder tempo se preocupando com hackers. Além disso, certifique-se de adicionar plug-ins para os dispositivos móveis que você usa para ajudar a executar seu site WordPress. Em particular, muitos proprietários de sites novatos ignoram isso. Um novo ataque de dispositivo móvel é lançado a cada 39 segundos, que destaca a urgência de manter protegidos os dispositivos móveis pessoais ou empresariais que você usa.

Para desktops e dispositivos móveis, lembre-se de que você precisa ter cuidado para não instalar plug-ins desatualizados e de baixa qualidade ou recursos duplicados. Por exemplo, vários plug-ins de SEO podem fazer muito mais mal do que bem. Isso ocorre porque toda vez que você tem um novo plugin, ele envia novas consultas de banco de dados e solicitações HTTPS, o que pode afetar a velocidade e o desempenho do seu site. Portanto, seja muito seletivo sobre quais plug-ins específicos você escolherá baixar. Certifique-se de que cada novo add-in resolve um problema específico que um add-in existente que você não tem.

Os sites WordPress são bastante seguros, mas um plug-in de segurança pode ser o buffer extra de que você precisa para levar essa segurança ao próximo nível. Afinal, não existe muita segurança, desde que não afete o desempenho e a experiência do usuário do seu site. Em particular, os plug-ins de upload de arquivo são particularmente fracos, mas um plug-in de segurança robusto pode compensar essa falha antes que o problema possa ser explorado.


Sempre haverá hackers na Internet. Ataques cibernéticos são algo que sempre terá que ser combatido, mas manter seu site WordPress atualizado pode reduzir esses ataques. Felizmente, você pode melhorar a segurança em certos aspectos do seu site, como adicionar plug-ins WooCommerce que podem sistemas de pagamento seguros seu site funciona. O upload de arquivos é uma fonte específica de vulnerabilidade, mas usar as dicas acima pode reparar algumas das falhas potenciais.

Compartilhe este Link:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Deixe um comentário

Receba nossos preços
e condções direto no seu email

Por favor, preencha os campos abaixo:

Preferência de contato: