O boom do tráfego oculto: os editores devem entrar em pânico?

Veja uma queda repentina na receita de publicidade. É como se os usuários nem existissem.

Estranho?

É um erro? Poderia ser.

Mas outra possibilidade é o “tráfego oculto”.

Se você está se perguntando como evitar o tráfego oculto, temos algumas soluções práticas para neutralizar sua receita perdida.

Nesta postagem do blog, falaremos sobre o tráfego oculto na indústria de publicidade online – o que é, quais atividades podem causar tráfego oculto e como lidar com esse problema.

Vamos mergulhar em:

O que é tráfego de oculto?

O tráfego oculto é o tráfego real de usuários reais da web. No entanto, os editores não têm visibilidade deles ou de suas ações porque seus dados não são capturados por um software analítico típico.

Para entender melhor o tráfego de oculto, você deve primeiro aprender como funciona a ferramenta de análise:

Quando um visitante real chega a um site, o software de análise registra rapidamente a visita e envia uma indicação ao proprietário do site. As informações são enviadas na forma de códigos (chamados “eventos”) que descrevem resumidamente a atividade de um usuário no site.

Alguns dos exemplos dessas atividades são eventos de exibição de página, cliques em anúncios, lançamentos de vídeo ou inscrições para recursos ou guias.

Se esses eventos não puderem ser transmitidos por algum motivo, seu software de análise não registrará nada. Não haverá registro de visitas a páginas, downloads ou registros de um grupo de usuários.

Aqui está uma imagem que representa o tráfego de oculto. Mesmo com o X vermelho, ele não conseguiu acessar as ferramentas de análise. Esses eventos com falha tornam-se parte do tráfego oculto:

Caso em questão: Quando os eventos de análise não chegam ao servidor, os editores perdem dados importantes. O software analítico não aprenderá nada sobre alguns de seus usuários e seu comportamento, mesmo que sejam pessoas reais.

Este é o tráfego de oculto – tráfego real que não atinge o servidor analítico.

Por que é importante lidar com o tráfego na oculto?

Um estudo parse.ly descobriu que mais de 20% de todo o tráfego da Internet é tráfego oculto.

Leia Também:  Como saber quando é a melhor hora para publicar um blog ou uma postagem social

Perder essa parte dos dados do visitante pode levar a decisões ruins, baixa renda e resultados comerciais ruins.

Todos nós sabemos que examinar os dados do usuário de várias fontes nos permite entender melhor nosso público e criar estratégias de acordo.

Portanto, os editores devem se concentrar em melhorar a qualidade dos dados para lidar com o tráfego oculto, ao mesmo tempo em que abordam a experiência do usuário e as questões de privacidade.

Causas do tráfego de oculto:

O tráfego de oculto deve-se principalmente a:

  • Software de bloqueio de anúncios
  • Configurações de privacidade do navegador do usuário

Quando bloqueadores de anúncios ou configurações de privacidade do navegador são implementados, os eventos do dispositivo de um usuário não chegam à ferramenta de análise, resultando em tráfego de oculto.

1 Bloqueadores de anúncios:

Bloqueadores de anúncios são softwares que impedem a exibição de anúncios em sites. A razão mais óbvia pela qual os usuários da Internet usam bloqueadores de anúncios é para remover os anúncios de sua experiência de navegação.

Ao remover os anúncios, o tempo de carregamento da página diminui e a experiência do usuário também aumenta.

O aumento dos bloqueadores de anúncios está prejudicando a receita dos editores. De acordo com um Relatório PageFair e Adobe, a adoção de bloqueadores de anúncios aumentou de 21 milhões de usuários em 2010 para mais de 181 milhões em 2020.

O mesmo relatório também destaca que os bloqueadores de anúncios causaram uma perda de receita de mais de US $ 40 bilhões para os editores da web:

2 Configurações de privacidade do navegador:

Além do software de bloqueio de anúncios, as configurações de privacidade do navegador também podem gerar tráfego oculto. Alguns dos exemplos são:

Esses recursos integrados de bloqueio de anúncios de navegadores populares resultam em tráfego oculto.

3 Ferramentas de privacidade:

Poucas ferramentas de privacidade usadas por usuários da Internet também podem levar a problemas de tráfego duvidosos. Por exemplo:

  • Ferramentas de bloqueio no nível da rede:

Esse tipo de ferramenta pode bloquear anúncios na rede, criando problemas de tráfego ocultos para os editores.

  • Ferramentas de bloqueio de nível VPN:
Leia Também:  Como aplicar marketing localizado ao seu WordPress

Ferramentas de bloqueio no nível de VPN, como NordVPN, restringem os editores de rastrear o comportamento do usuário da Internet.

  • Ferramentas de bloqueio de DNS do dispositivo:

As ferramentas de bloqueio de DNS do dispositivo bloqueiam a comunicação entre o navegador e o software de análise, resultando em uma perda significativa de receita.

  • Ferramentas de bloqueio baseadas em aplicativo do dispositivo:

Eles bloqueiam anúncios de todos os aplicativos que usam navegadores como o Safari para exibir páginas da web.

Por que os usuários da web usam bloqueadores de anúncios?

Como o uso de bloqueadores de anúncios está se tornando onipresente, é importante aprender o que leva as pessoas a usá-los. Aqui estão três razões principais pelas quais os visitantes usam bloqueadores de anúncios:

  1. Para melhorar a UX do site:

Os usuários da Internet confiam nos bloqueadores de anúncios porque sentem que os anúncios diminuem a velocidade de carregamento do navegador, resultando em uma experiência ruim para o usuário.

Alguns tipos de anúncios, como banners com muitas imagens, pop-ups, vídeos animados e grandes quantidades de anúncios, geralmente interrompem a experiência do usuário na página. A instalação de bloqueadores de anúncios impede que os anúncios sejam carregados na página, resultando em um carregamento mais rápido.

  1. Para evitar o rastreamento de comportamento de intimidação:

Muitas redes de anúncios aproveitam os dados do usuário que mantêm e os vendem a terceiros para rastrear o comportamento entre sites. Essas práticas são uma violação da privacidade e, portanto, os usuários instalam bloqueadores de anúncios corretamente em resposta.

  1. Para evitar anúncios irrelevantes:

Muitos usuários da Internet consideram os anúncios invasivos, irritantes e irrelevantes. Na verdade, mais de 10% dos usuários da web se sentem desconfortáveis ​​quando veem anúncios direcionados com base em seu histórico e atividades online. Portanto, eles contam com bloqueadores de anúncios para evitar o rastreamento de comportamento.

Como resolver o problema do tráfego oculto?

O tráfego oculto pode ser resolvido se você usar a estratégia certa e priorizar a experiência do usuário sobre a geração de receita.

Antes de entrar na carteira das pessoas, certifique-se de oferecer uma experiência de usuário positiva que atraia automaticamente as pessoas para o seu negócio.

Leia Também:  Como fazer um funil de vendas de alta conversão no WordPress

Você pode fazer isso da seguinte maneira:

  • Evite colocar anúncios pesados
  • Mantenha um bom equilíbrio entre a quantidade de anúncios.
  • Teste A / B dos melhores posicionamentos de anúncio
  • Velocidade de carregamento de página aprimorada
  • Manter a conformidade com o GDPR

Estas são práticas gerais que irão construir confiança entre os usuários e garantir uma boa experiência do usuário. Mas, você precisaria realizar algumas etapas adicionais para minimizar o impacto do bloqueio oculto:

1 Logs do servidor

Sempre que um usuário da Internet visita seu site, ele interage com seus servidores. Esses servidores registram a interação do usuário e a rastreiam. Portanto, a ideia é usar os logs do servidor de maneira eficiente para identificar o tráfego real.

No entanto, é um processo complicado. Você deve passar muitas horas gerenciando logs para diferentes servidores, sites e CDNs.

2 Provedor de análise próprio:

Os editores podem usar seus próprios provedores para acessar e rastrear o comportamento e os eventos de seus visitantes. Essa abordagem permite que eles rastreiem o tráfego visível e oculto, além de manter a privacidade do usuário.

3 Serviços analíticos avançados

Uma excelente opção seria usar o serviço do seu provedor de análises para ter acesso a análises agregadas sem comprometer a privacidade e a confidencialidade do usuário. Esta solução cobre o tráfego oculto.

Para terminar:

O tráfego oculto pode afetar negativamente a receita de um editor. As dicas compartilhadas acima podem evitar que os editores percam receita.

Perguntas frequentes:

T1. O que é tráfego oculto?

O tráfego oculto é o tráfego real de pessoas reais, mas os editores não têm visibilidade deles ou de seu comportamento online porque o software de análise não captura os dados.

2º trimestre. Como o tráfego oculto afeta os editores?

Pelo menos 20-40% do tráfego permanece sem rastreamento devido ao tráfego oculto. Devido à perda de uma porcentagem tão significativa de dados de visitantes, os editores acabam tomando decisões erradas, afetando a receita geral.

3º trimestre. Quais são as causas comuns do tráfego oculto?

Algumas das causas comuns de tráfego oculto são software de bloqueio de anúncios e configurações de privacidade do navegador.


Compartilhe este Link:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Deixe um comentário

Receba nossos preços
e condções direto no seu email

Por favor, preencha os campos abaixo:

Preferência de contato: